A fonte de reavivamento e reforma

Publicado: 20/02/2013 em Espiritualidade, Missão
Tags:

pray to jesus

O que era verdade nos tempos do Antigo Testamento também é verdade no Novo Testamento. O ato mais poderoso de Deus é o que Ele fez na Cruz e na ressurreição de Jesus. E o segredo do poder cristão é a constante repetição da história de Cristo. Falar sobre Jesus não é repetição vazia. O poder de Deus é desencadeado na vida de todos os que contam aos outros sobre o que Cristo fez por eles. Existe poder na constante recapitulação da história de Cristo.

É por isso que é tão essencial para a experiência cristã compartilhar nossa fé. Onde não existe repetição dos atos poderosos de Deus, não existe poder. Mas o testemunho do que Deus fez traz reavivamento e reforma. O poder da ressurreição torna uma religião formal em algo vivo e poderoso.

A geração atual não tem interesse numa religião fria, formal, legalista. E por que deveria ter interesse? Tal religião é enfadonha e sem vida. Ela suga as energias e cansa o espírito. O antídoto é se tornar parte do vivo e ativo poder de Deus recordando e recontando o que Deus fez: o que Ele fez nos tempos do Antigo Testamento, o que fez na Cruz e o que está fazendo em nossa própria experiência. O verdadeiro cristianismo nunca é entediante ou sem vida. O cristianismo real é cheio de incrível poder e entusiasmo. Não faz sentido nos contentarmos com menos. – Jon Paulien, John: The Beloved Gospel (Boise, ID: Pacific Press, 2003), p. 122-123; parcialmente em João: o evangelho amado, Lição da Escola Sabatina, 23 de março de 2004 (grifo nosso).

Anúncios
comentários
  1. Tomei por hábito estudar minuciosamente cada detalhe da vida de Jesus. Assim, fico municiado para testemunhar e tentar me tornar mais semelhante a ele, dentro de nossas possibilidades. Quanto mais Jesus, menos legalismo, formalidade e exagerado foco em usos e costumes. Jesus será o centro do cristianismo quando for o centro de nossa religião.

    Quanto mais distante de Jesus, mais propensos estaremos a dar valor a tudo que não se chama Cristo, como vestuários, comportamentos, alimentação e outros assuntos sem tanta importância.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s